terça-feira, 13 de junho de 2017

É regar e pôr ao luar....


Os manjericos fazem parte do meu imaginário desde sempre!

Nos Santos havia sempre um manjerico lá por casa e desde cedo soube que um manjerico não se cheirava com o nariz, porque murchava, mas com a mão.

Ligado a esta planta e aos Santos Populares estará para sempre (para mim) o Pátio das Cantigas (de 1942, realizado pelo Ribeirinho) e a famosa cena da troca do manjerico entre Narciso Fino (Vasco Santana) e o Evaristo (António Silva), para o oferecerem à D. Rosa (Maria José das Neves), musa dos encantos de ambos.

Bom Santo António (13/06), São João (24/06) e São Pedro (29/06)!

2 comentários:

  1. Na minha adolescência em Alfama, depois de uma sardinhada com uns colegas cheirei um manjerico e a vendedora, só se acalmou porque as miúdas lhe compraram uns manjericos. Fui salvo in-extremis!
    Bom Feriado!

    ResponderEliminar