quinta-feira, 21 de junho de 2018

terça-feira, 12 de junho de 2018

Quadro Árvore #1


Um pormenor retirado do esquema do Renato Parolin "Il bosco di bengtsson" de Renato Parolin" e que foi passear até ao Norte, para comemorar um aniversário de uma amiga reencontrada. A pedido foi feito a preto, em fundo branco.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

domingo, 3 de junho de 2018

"Down Under" - Sami

"Down Under" ou Austrália, como é mais conhecido, sempre me fascinou, especialmente desde que vi "Uma cidade chamada Alice", já que o final da série se passa lá. Esse gosto aprimorou-se ainda mais ao ver a vida de Nina Proudman e da sua família na série "Offspring"! "Down Under" passou definitivamente a fazer parte da minha "bucket list", quem sabe um dia.... 

Descobri, já não sei como, o blog da Sami, uma portuguesa (agora também australiana 😊), que vive em Perth, e que entre outras coisas mostra magníficos murais em diversas partes do mundo incluindo Portugal, já que de vez em quando regressa a este jardim à beira mar plantado.

Um destes dias a Sami surpreendeu-nos (quando nós achamos que já ninguém nos surpreende) e nada como um ponto cruz (acho eu), para agradecer a sua gentileza:


As letras foram retiradas da revista "Cross Stitch Favourites" Spring 2018.

Para 2019 ficou agendado o encontro 😊 por cá!

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Porque hoje é o Dia da Criança!

E porque hoje é o dia da criança ficam aqui três fraldas de pano, de um conjunto de seis, com bordados personalizados, feitas recentemente para um "Afonso":



Esquemas retirados de revistas antigas e do livro "2001 Cross Stitch Designs".

Bom dia!

domingo, 20 de maio de 2018

"L'ordre du jour" de Eric Vuillard

"On ne tombe jamais deux fois dans le même abîme. Mais on tombe toujours de la même manière, dans un mėlange de ridicule et d'effroi."

Eric Vuillard, "L'ordre du jour"
150 pag., Ed. Actes Sud


sexta-feira, 18 de maio de 2018

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Umberto Eco "A Misteriosa Chama da Rainha Loana"


Se eu tinha dúvidas que cada um de nós é feito das memórias do que vive/viveu, este fabuloso livro do Umberto Eco, acabado de ler ontem, tirou-me algum resquício que pudesse subsistir.

Um livro que fala de outros livros, mas não só. O personagem principal é livreiro antiquário, que tem de reconstruir as suas memórias devido a um AVC e "a páginas tantas" envolveu-me de tal forma na sua história que me pôs a recordar a minha!

Umberto Eco revela-se para mim, mais uma vez, o magistral escritor que o considero!

Reencontrem as vossas memórias perdidas. Leiam este livro.

Paula Lima

P.S. As ilustrações que nele constam são belissimas!

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Quem sairá vencedor?

Em miúda, um dos acontecimentos televisivos do ano era, sem sombra de dúvida, o Festival Eurovisão da Canção, que teve o seu início em 1956. Durante muitos anos foi também uma forma dos artistas de diversos países serem conhecidos a nível europeu, tendo até saído do Festival dois êxitos mundiais: os inesquecíveis ABBA (1974) e a Celine Dion (1988, pela Suiça, primeira tentativa de carreira internacional, orquestrada pelo agente/marido René).

Tem havido de tudo nas "cantigas", da pop ao rock e até ópera.

Portugal já tentou todo o tipo de géneros musicais, até que o ano passado (para mim, inexplicávelmente) ganhámos com o "Amar pelos Dois", tendo até aí apenas conseguido como melhores lugares um 6º com a Lúcia Moniz (1996) e dois 7º, com Carlos Mendes (1972) e José Cid (1980). Nos meus favoritos nacionais estarão sempre "Oiçam" e "Madrugada". Nos internacionais "Waterloo" e "Aleluia". Não participámos lá fora em 1970, 2000, 2002, 2013 e 2016.

Se ao longo dos anos o interesse que desperta lá por casa diminuiu, o facto de no ano passado termos ganho, depois de uma eternidade de tentativas, voltou a espicaçar a nossa curiosidade. Vimos de fio a pavio a 1ª semi-final, gostando mais de uns, menos de outros, com algumas das nossas favoritas a passarem à final de sábado. Podemos referir que em termos de espectáculo, demos cartas, excepto no inglês de uma das apresentadoras. Hoje haverá a 2ª semi-final, que iremos acompanhar.

Ficam aqui, graças a um canal do "yutu" os vencedores de 1956 a 2017:


Os portugueses de 1964 a 2015: