quarta-feira, 1 de agosto de 2018

"Mamma Mia 2" ou como desisti de ir às salas de cinema!



Sou fã dos ABBA e daquelas que acha que há sempre uma canção deles para qualquer momento da vida.

Claro que fui ver o "Mamma Mia 2" e o rapaz cá de casa encheu-se de sua paciência, porque para além de não ser fã, já sabia que me ia ter a cantar (muito baixinho) o tempo todo.

E se as canções me encantaram, a história e as coreografias desencantaram-me completamente. Se o Andy Garcia rouba todas as cenas em que entra, a Meryl Streep não faz falta nenhuma (será que tiveram medo de não terem chamarizes suficientes?)

Mas não foi nada disto que me fez desistir de ir a salas de cinema. Eu já sei que há quem leve pipocas, quem sorva alto, mas ter duas "senhoras" com idade para terem muito juízo a falarem alto o tempo todo (só se tendo calado quando a lágrima lhes chegou e tendo ficado com os olhos inchados, como as ouvi comentar no final do filme - que lhes aconteceria se tivessem visto um verdadeiro drama como é o filme de John Cromwell, “A Vida Começa Amanhã”, de 1939). Como se não bastasse estavam outros dois senhores, igualmente na mesma linha etária, com um pacote de chocolates dos mais barulhentos que já ouvi na vida e que, em sala de lugares marcados, procuravam não os deles, mas uns que ficassem longe do ar condicionado (quase se sentavam nos nossos lugares).

Filmes de qualidade, vemos em casa, sossegados, tranquilos e sem pipocas!

De banda sonora a este post fica "Fernando", em homenagem sobretudo ao Andy Garcia que, enquanto "Fernando Cienfuegos" e nas poucas cenas que tem, rouba todas, tal a sua qualidade como actor!

Paula Nunes Lima

14 comentários:

  1. É precisamente por essas bandas sonoras e efeitos especiais da assistência que eu já vou tão pouco ao Cinema...
    Quanto ao rapaz Andy, já ele prometia quando esteve quase, quase para vir a ser genro do Al Pacino (ou do Coppola) no (terceiro) Padrinho.
    Bom dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Andy entrou em cena e o Rui comentou: parecia uma entrada no Padrinho!
      Eu tinha prometido que não dizia nenhum "Chiu", mas não consegui evitar, foi superior a mim :-) pior foi não ter servido de nada...
      Ontem vimos um "oldie" fantástico, feito em 40 e eu só pasmo (ainda), como era possível fazer tão bem, com menos de um terço dos meios e agora não se consegue!
      Bom dia

      Eliminar
  2. Tom Hanks, Rita Wilson, Richard Curtis e Ol Parker são os autores deste produto financeiro:)
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela achega cinéfila! :-)
      Bom dia

      Eliminar
    2. Não reparei quem eram os produtores. Mas vai ser um flop em relação ao Mamma Mia[1].
      Boa tarde aos dois.

      Eliminar
  3. Ainda estou à espera de ir ver esse filme, mas o mais certo é ver em casa porque por cá, sou a única que gosta.

    Quanto ao resto... A falta de respeito no cinema tira-me do sério... É isso que descreves, é as luzes dos telemóveis constantemente ligadas são os pés nos assentos... Enfim! O melhor seria se tivéssemos um botão para nos desligarmos nestas situações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se queres que te diga, se calhar vale mais mesmo a casa. Fraquinho, fraquinho. Claro que sabemos ao que vamos, mas esperava bem melhor! E pensando no resto que hoje em dia acompanha uma sessão de cinema, a casa sabe bem melhor!
      P.S: Tinhamos pensado ir ver o "...Fallout", mas depois desta experiência desistimos da ideia :-(

      Eliminar
  4. Tambem fui ver Mamma Mia na Quinta feira com o meu marido que nao e fa de musicais. Eramos so 4 pessoas na sala de cinema. Gostei da musica claro, mas achei tudo demasiado forçado e cantado.
    Aqui antes dos filmes pedem para se desligarem os telemoveis e apesar de nao ir frequentemente ao cinema nunca me senti incomodada com barulhos, talvez as pessoas se comportem melhor aqui, lol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os avisos também passam por cá, mas ninguém lhes liga. E se no cinema é mau, o pior já nos aconteceu com duas figuras conhecidas portuguesas na fila à nossa frente num concerto clássico, o tempo todo de volta dos telemóveis.
      Ainda bem que aí se portam melhor :-)

      Eliminar
    2. Concerto classico com telemovel!!! Que horror, que falta de respeito pelos artistas! Aqui so fui uma vez a um concerto classico e nem se podia tossir, era um silencio absoluto.

      Eliminar
    3. Pois é, está visto que o público aí é mais educado. Até acho que uma tossicadela aqui e aí não tem mal, mas gosto de silêncio, mais que não seja por respeito a quem está em palco, a esforçar-se, para passarmos um excelente momento. :-)

      Eliminar
  5. Eu continuo a ir ao cinema porque gosto de cinemas e de ecrãs grandes. Não suporto pipocas, risadas estúpidas (a despropósito), pessoas a falar ao tm, e outras a conversar como se estivessem num café ou em casa a tomar chá.
    Se não fosse a música o filme era chatíssimo.
    Realmente o Andy Garcia faz uma entrada à Padrinho. :)
    Boa tarde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PErcebo-a perfeitamente, junto-me a tudo aquilo que não suporta, mas é por isso maioritariamente que desistimos, bem como pela falta de qualidade. E nem falo só das histórias, mas também dos meios. Que se perceba em filmes dos anos 30 e 40 os "ecrans verdes" da época não me choca nada. Hoje em dia, não aceito!
      Eu bem que fiz play-back o tempo todo do filme :-)
      Boa tarde

      Eliminar
  6. Estamos no mesmo barco :/ já tínhamos falado sobre isso, e é muito triste que o pouco respeito pelo próximo chegue a isto, ao ponto de nos fazer desistir de uma coisa que gostamos. Eu adoro ir ao cinema, mas hoje em dia só vou se estiver de folga, a um dia de semana, e bem cedo...

    ResponderEliminar